Wearables: O que são e como funcionam?

No mercado atual, é cada vez mais comum o aparecimento de novos “relógios inteligentes”, também conhecidos como smartwatches. Eles compõem apenas uma das subcategorias existentes dentro dos então denominados wearables, ou mais simplificadamente apenas ” tecnologia vestível”.

Os wearables englobam todos os equipamentos eletrônicos que podem serem usados como peças de roupa ou acessórios. Os smartwatches, como apresentados anteriormente, apresentam a densa maioria de equipamentos desta categoria, apresentando diversos modelos com diferentes funcionalidades. Entretanto é crescente o numero de projetos que envolvem diversos outros dispositivos, como óculos de realidade aumentada, camisetas capazes de realizar medições de temperatura e cardio-respiratórias, capacetes com interface integrada, entre outros.

 

Como funcionam?

 

Em sua maioria os sistemas dependem de dispositivos externos (sendo o mais comum a utilização de smartphones) para o processamento ou conexão de dados. No caso dos smartwatches, sua função majoritária seria repassar informações básicas e relevantes para uma segunda tela, onde seria comumente localizado o relógio. Tal dispositivo é capaz de mostrar informações como e-mails recebidos, mensagens, chamadas telefônicas, lista de contatos, etc. Sobre todas estas funções ainda existem dispositivos direcionados ao publico fitness, capazes de registrarem a frequência cardíaca e gasto calórico .

IWatch, smartwatch desenvolvido pela Apple
IWatch, smartwatch desenvolvido pela Apple

No campo dos óculos de realidade aumentada, precisamos retornar até o equipamento que, mesmo sendo distribuído apenas aos desenvolvedores, acabou gerando alvoroço. Este equipamento é o Google Glass e, renomeado para Project Aura, demonstrou grandes possibilidades para o uso cotidiano, apresentando uma integração de interface composta por diversos aplicativos (ainda sendo necessária uma conexão com um smartphone e apresentando bateria de curta duração).

Google Glass
Google Glass.

 

 

Dotado de aplicativos como GPS, previsão climática e conectividade com as redes sociais e e-mail, ele ainda conta com a funcionalidade de uma câmera e microfone, para fotos, chamas e comandos de voz. Mais recentemente a Microsoft fez o anuncio do HoloLens, um óculos de realidade aumentada baseado em projeção holográfica voltada para o publico profissional, com uma plataforma de desenvolvimento já implantada.

HoloLens, óculos de realidade aumentada desenvolvido pela Microsoft
HoloLens, óculos de realidade aumentada desenvolvido pela Microsoft.

Por mais que simples e ainda dependentes de dispositivos externos, os wearables serão cada vez mais emergentes no mercado, uma vez que há um grande investimento por parte de grandes empresas de diferentes ramos, além de apresentarem um grande numero de possibilidades e facilitação, seja para promover maior conforto, segurança ou acessibilidade.

 

Para maiores informações acesse: Tecmundo (Wearables), Gizmodo(Google Glass), Microsoft(HooLens).

 

Wearables: O que são e como funcionam?

Aluno do 2º ano de Engenharia da Computação e estagiário no Núcleo de Computação Embarcada da Universidade Positivo (NCE).

Classificado como:                    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *