WhatsApp começa a usar criptografia de ponta-a-ponta em todas as suas mensagens


 

Ainda no final de 2014, o WhatsApp começou a implementar criptografia ponta-a-ponta, isso foi ativado por padrão em mensagens de texto enviadas entre dispositivos Android. Hoje, a empresa anunciou que a medida se torna global, todas as mensagens em todas as plataformas serão protegidas dessa maneira. Segundo o site Gizmodo, este processo levou 18 meses para ser concluído e agora todos os usuários de todos os dispositivos terão suas conversas seguras por meio do novo protocolo de segurança. Diferentemente do principal concorrente, o Telegram, o WhatsApp irá oferecer a criptografia nos chats em grupos e não será uma opção não usar a criptografia.

mensagem_criptografia_whatsapp
Foto da mensagem avisando usuário protegido por criptografia.

O anúncio no blog oficial:

De agora em diante, quando você e seus contatos usarem a versão mais recente do aplicativo, cada ligação que você faz, e cada mensagem, foto, vídeo, arquivo ou mensagem de voz que você envia, são criptografadas de ponta a ponta por padrão, incluindo as conversas em grupo.

 

Como funciona?

No WhatsApp, está sendo usado algo chamado de “criptografia de chave pública ponto-a-ponto”. O usuário A pede uma chave pública ao servidor do WhatsApp que se aplique ao usuário B. O usuário A usa a chave pública para criptografar a mensagem. No entanto, ela também requer uma chave privada para ser lida, em posse do usuário B – por isso ela não pode ser lida por outro usuário.

Whatsapp_Encryption_Proxima-1024x600
Foto do sistema de criptografia do WhatsApp.

Jan e Brian menciona no post do blog oficial do WhatsApp:

Ninguém pode ver dentro dessa mensagem. Nem os cibercriminosos, nem hackers ou regimes não opressivo. Nem mesmo nós. criptografia de ponta-a-ponta ajuda a tornar a comunicação via WhatsApp privado – como uma espécie de conversa cara-a-cara.

Deste modo, essa criptografia significa que nem mesmo os funcionários do WhatsApp podem ler os dados enviados através de sua rede. Ou seja, se um tribunal exigir acesso a qualquer mensagem, foto ou ligação, a empresa não poderá colaborar.

E o agora?

Com os  acontecimentos recentes envolvendo a justiça brasileira e o WhatsApp, a suspensão do serviço aqui no Brasil e a até prisão preventiva do vice-presidente na América do Sul os conflitos devem aumentar. Uma vez que a empresa não irá fornecer nenhuma informação nem mesmo se quisesse ou fosse obrigada por mandados de justiça. E o mesmo problema ocorre nos EUA, onde uma investigação esta bloqueada e um juiz deve acatar com quebra de sigilo no aplicativo. E para saber mais informações, existe uma página dedicada a segurança implantada no aplicativo, que você pode acessa-la clicando aqui.

 

Para maiores informações sobre o novo sistema de criptografia do WhatsApp, acesse: Gizmodo e o post oficial no Blog do WhatsApp.

 

WhatsApp começa a usar criptografia de ponta-a-ponta em todas as suas mensagens

Aluno do 5º ano do curso de Engenharia da Computação da Universidade Positivo e estagiário do Núcleo de Computação Embarcada.

Classificado como:                        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *