Programando uma bactéria

Recentemente uma equipe de pesquisadores do MIT, desenvolveram uma linguagem de programação em alto nível, que os permitiu construir circuitos utilizando apenas bactérias.

Utilizando a linguagem de descrição de hardware Verilog, o código é escrito e posteriormente compilado e transformado em uma sequência de DNA, em seguida essa sequência é inserida nas moléculas das bactérias permitindo que a mesma execute as funções programadas. Para obter melhores resultados, foram implementadas também a codificação de portas lógica no DNA das bactéria e alguns sensores para auxiliar na funcionalidade do sistema.

Por meio desta tecnologia, os pesquisadores esperam utiliza-la na detecção de doenças, fabricação de compostos químicos que utilizam bactérias no processo de fermentação, entre outras aplicações.

 

Para mais informações, acesse: Inovação tecnológica

 

Programando uma bactéria

Aluno do 4° ano de Engenharia da Computação da Universidade Positivo, estagiário no Núcleo de Computação Embarcada. Sócio fundador da empresa LEV3D.

Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *