Mini-robô é capaz de recuperar objetos engolidos

Desenvolvido por pesquisadores do MIT em parceria com o Instituto Tecnológico de Tóquio e a Universidade de Sheffield, o mini-robô apresenta configuração de origami, possibilitando a remoção de corpos estranhos ingeridos por pacientes. O projeto foi estimulado por uma pesquisa que mostra o espantoso dado de aproximadamente 3500 ingestões anuais de pilhas, pelos norte-americanos.

O mini-robô é inserido em um cubo de gelo posicionado em um comprimido semelhante ao encapsulamento de vitaminas, este então é ingerido pelo paciente, livrando o mesmo de uma possível intervenção cirúrgica. Quando derretido, o gelo libera o robô, que passa a ser manobrado com a utilização de um campo magnético externo, direcionando o objeto ingerido para o sistema digestivo que então será eliminado. Todo o seu movimento é baseado em um movimento de prende e solta, utilizando minúsculos apêndices responsáveis por gerar todo o atrito e tração necessário.

Apresentando uma funcionalidade ate então limitada, recuperando apenas os objetos presos no intestino e estômago,  o objetivo é expandir suas capacidades, chegando a realizar micro-cirurgias. Este robô é um dos mais significantes avanços para a introdução de nano e micro dispositivos nos centros medicos, demonstrando que a area possui grandes capacidades mas que também tem muito a ser desenvolvido.

 

Para maiores informações acesse: Gizmodo

Mini-robô é capaz de recuperar objetos engolidos

Aluno do 2º ano de Engenharia da Computação e estagiário no Núcleo de Computação Embarcada da Universidade Positivo (NCE).

Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *