Nova patente da Google sugere a injeção de dispositivos nos olhos

Não é de hoje que vem o fascínio da Google por dispositivos destinado aos olhos, demonstrados inicialmente pelo Google Glass e outra patente para a aplicação de lentes de contato com realidade aumentada. Dessa vez ela vai alem e registra uma patente para um novo método de injeção do dispositivo diretamente nos olhos.

google-olho

Neste método, é feita uma substituição das “lentes naturais” que ficam posicionadas na capsula do cristalino, injetando uma substancia que fixa-se na região intra-ocular. Tal método não é apenas uma simples substituição para correção da visão, onde já existem métodos práticos, mas sim permite introduzir um dispositivo que apresenta sensores, armazenamento interno e antenas para comunicação externa que também podem recarregar a bateria inclusa no dispositivo.

Dispositivos injetáveis e biocompatíveis estão cada vez mais recorrentes, apesar de que, em grande maioria serem apenas patentes que provavelmente não enxergarão a luz do dia tão cedo, o crescente surgimento de patentes e investimentos na área por grandes empresas indica um exponencial estudo e desenvolvimento de tais dispositivos.

Nova patente da Google sugere a injeção de dispositivos nos olhos

Aluno do 2º ano de Engenharia da Computação e estagiário no Núcleo de Computação Embarcada da Universidade Positivo (NCE).

Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *