CodeInside #1

CodeInsideCapa

Olá, meu nome é Cesar, sou aluno do curso de Engenharia da Computação e trabalho como desenvolvedor. Aqui no CodeInside abordarei, em uma sequencia de publicações, diversas linguagens de programação, ambientes de desenvolvimento e ferramentas que , espero, ajudarão todos vocês!

Neste primeiro post falarei sobre os fundamentos básicos do C# e também sobre um dos mais incríveis frameworks para desenvolvimentos de aplicativos, o Xamarin (prununcia-se Zamarin).

Um pouco de história…

A linguagem C# (“cê xarpe”) é uma das linguagens de programação mais poderosas para o desenvolvimento de sistemas complexos e de fácil manutenção. Ela  foi desenvolvida em 2000 por vários programadores, porém é atribuída principalmente a Anders Hejlsberg – um Distinguished Engineer na Microsoft – que também, quando trabalhava na Borland, desenvolveu o Turbo Pascal e Delphi.

Características

Esta poderosa linguagem de programação interpretada, multi-paradigma, tem inúmeras características que podemos destacar, como:

  • Orientada a Objetos: por ser completamente OOP (Object-oriented programming) cada variável faz parte de uma classe e possui os quatro pilares da programação orientada a objetos: Abstração, Encapsulamento, Herança e Polimorfismo.
  • Fortemente tipada: a declaração do tipo é estritamente obrigatória. Todas as variáveis têm um tipo específico que tem que ser explicitado.
  • TUDO é um objeto: Object é a classe base de todo o sistema de tipos do C#.
  • Linguagem gerenciada (é um banquete dos deuses!): todos os programas desenvolvidos em C# são executados em um ambiente gerenciado, ou seja, todo gerenciamento de memória é feito pelo runtime via Garbage Collector – vulgo Coletor de Lixo, qual abordarei em próximos posts.

Primeiros passos com C# e Visual Studio

Existem várias ferramentas para desenvolver em C# (Visual Studio, MonoDevelop, SharpDevelop) e isso vai de gosto pessoal, tão pessoal quanto escolher entre gedit, emacs ou vi como editor no Ubuntu.

Para esta série de posts sobre a linguagem da plataforma .NET, escolhi o Visual Studio Community 2015. Para baixar acesse site clicando aqui.

Ao abrir o Visual Studio clique em File – New Project – Windows Form Application e dê o nome do projeto para “HelloUP” assim, o VS (Visual Studio) criará automaticamente um projeto com uma janela vazia.

vs1_1

Queremos inicialmente colocar um botão no formulário que, quando clicado, abrirá uma caixa de mensagem do Windows.

Para criar o botão, precisamos apenas usar o atalho Ctrl+X, e arrastar o componente Button da aba Toolbox para o formulário.

vs1_2

Agora dê um clique duplo no botão que acabamos de adicionar para programarmos o que deve acontecer quando o botão for clicado. O Visual Studio abrirá o código do formulário. Não se preocupe com todo o código, no mínimo estranho, que está escrito nesse arquivo, entenderemos o significado dessas linhas em próximos posts.

vs1_3

O trecho de código que nos interessa no momento é:

vs1_4

Todo código que for colocado dentro das chaves será executado quando o botão for clicado.

Queremos que, ao clicar no botão, a mensagem Hello UP! seja exibida em uma caixa de mensagens. O compilador do C# nos força a colocá-la entre aspas duplas. Então, utilizaremos o seguinte código:

MessageBox.Show("Hello UP!");

Aperte F5 para executar o código do formulário. O resultado deve ser algo parecido com a imagem abaixo:

vs1_5

Xamarin, o framework multiplataforma

Pense no seguinte cenário: você quer desenvolver um aplicativo para gerenciamento dos livros da Biblioteca Central da UP. Simples! O caminho é programar na linguagem nativa de cada sistema. Pera, o quê? Escrever o mesmo código em Java, Objective-C e C#? Você já consegue imaginar o imenso trabalho que isso geraria para um sistema simples de gerenciamento, não estou certo?

Apresento-lhes o Xamarin, uma solução mista entre a estratégia híbrida (webapps) e estratégia nativa. Com ele, nós conseguimos escrever código C# que irá ser quase totalmente reaproveitado entre as diferentes plataformas garantindo o reaproveitamento e unicidade da base de código como a experiência de se usar aplicações nativas.

A figura abaixo demonstra como funciona o reaproveitamento de código do C#:

vs1_6

O Xamarin até algumas semanas atrás era pago e seu licenciamento era bem salgado. Porém agora é gratuito! E integra perfeitamente com a ferramenta Visual Studio e consequentemente com o Windows. Para baixar acesse este link.

vs1_7

 

Imagem de capa modificada de FreePik.

CodeInside #1

Aluno do 2º ano de Engenharia da Computação, desenvolvedor full stack na Tefway, jogador semi-profissional League of Legends e mantém uma barba Viking!

Classificado como:                                

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *