Exoesqueleto para crianças

Desenvolvido pelo Conselho de Investigação Nacional espanhola, também conhecido como CSIC, o primeiro modelo de exoesqueleto para crianças com atrofia muscular espinhal.

O projeto foi construído com o objetivo de auxiliar às crianças que apresentam este tipo de deficiência a exercitar os músculos, para assim retardar o avanço da doença.

Como a atrofia muscular espinhal é uma doença que não tem cura e os seus efeitos aumentam com o passar dos anos, o exoesqueleto precisa se adaptar as novas condições do corpo do paciente, desta forma os engenheiros implementaram sistemas inteligentes capazes de adaptar as articulações do dispositivos conforme as limitações de movimento do paciente mudam.

Imagem: CSIC exoesqueleto
Imagem: CSIC exoesqueleto

O equipamento foi construído em uma estrutura de alumínio muito resistente, conta também com cintas para prender o corpo da criança no dispositivo para facilitar o seu movimento. O equipamento ainda está em fase de teste e não possuí data para chegar ao mercado.

Para mais informações, acesse: Popular Mechanics

Exoesqueleto para crianças

Aluno do 4° ano de Engenharia da Computação da Universidade Positivo, estagiário no Núcleo de Computação Embarcada. Sócio fundador da empresa LEV3D.

Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *