Ferramenta para edição genética é aprovada para uso em humanos

A ferramenta CRISPR cas-9 foi aprovada pela Federação de Biossegurança e Ética para o uso em humanos. Esta poderosa ferramenta pode dar início à era da engenharia genética voltada para o homem. Seu uso será dado na modificação do sistema imunológico.

Proposto por cientistas da Universidade da Pensilvânia, o experimento a ser realizado será somático, ou seja, não será passado entre as futuras gerações do indivíduo. O experimento em questão possibilitará que células cancerígenas causadoras do mieloma, melanoma e sarcoma sejam atacadas pelo próprio sistema imunológico.

edicao-genetica

A liberação da ferramenta gera um grande debate bioético, onde mesmo que os órgão reguladores dos EUA bloqueiem seu amplo uso, nada impede que outros países o utilizem livremente. Um exemplo é a modificação em embriões inviáveis já realizada por cientistas chineses.

A liberação para uso da CRISPR cas-9, mesmo que inicialmente tenha seu uso limitado para o tratamento do câncer, marca um grande avanço para a engenharia genética, entretanto também apresenta um grande debate ético sobre a modificação do que por muito tempo foi aperfeiçoado naturalmente.

 

Para maiores informações acesse: Gizmodo

Ferramenta para edição genética é aprovada para uso em humanos

Aluno do 2º ano de Engenharia da Computação e estagiário no Núcleo de Computação Embarcada da Universidade Positivo (NCE).

Classificado como:            

Uma opinião sobre “Ferramenta para edição genética é aprovada para uso em humanos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *