Implante com o tamanho de um grão de areia

Os maiores empecilhos para o implante de sensores  é devido ao seu tamanho consideravelmente extenso e pequeno armazenamento de energia. Avançando em direção ao grande sonho dos transhumanistas, pesquisadores da Universidade da California desenvolveram um pequeno sensor com tamanho aproximado de um grão de areia.

O sensor foi testado com sucesso em músculos nervosos e periféricos de ratos pelos engenheiros da universidade, de forma a monitorar os seus sinais vitais em tempo real. Este implante possui grande representatividade, uma vez que abre a possibilidade da utilização de implantes semelhantes para o monitoramento neurológico de próteses. Com tamanho aproximado de três milímetros, o sensor possui um cristal piezoelétrico, responsável por converter as vibrações ultrassônicas em energia.

Utilizando-se de epóxi hospitalar, os cientistas creem que as próximas versões do implante poderão permanecer por diversos anos dentro do usuário, além de reduzir o implante ainda mais, atingindo 5 mícrons, o que permitiria os mesmos serem posicionados diretamente no cérebro. A significativa redução no tamanho do implante além de sua durabilidade, representa um grande avanço para a utilização de diversos sistemas de monitoramento e atuação em humanos.

 

Para maiores informações acesse: Gizmodo

Implante com o tamanho de um grão de areia

Aluno do 2º ano de Engenharia da Computação e estagiário no Núcleo de Computação Embarcada da Universidade Positivo (NCE).

Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *