Proteína é utilizada para estabelecer a comunicação entre dispositivos eletrônicos e organismos biológicos

Pesquisadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, desenvolveram uma proteína sintética capaz de criar uma interface que possibilita a integração de dispositivos eletrônicos com elementos biológicos.

A equipe liderada pelo pesquisador Yuhei Hayamizu, conseguiram desenvolver um nanofio construído a base de peptídeos sintéticos, este nanofio possui uma estrutura atômica semelhante a outros materiais que já possuem uma grande aplicação na eletrônica, tais como o grafeno. Mediante a isso, o nanofio desenvolvido pelos pesquisadores possuí uma estrutura monoatômica, que será responsável por conduzir os sinais elétricos proveniente do dispositivo eletrônico, com isso os peptídeos transmitem esses sinais para a unidade biológica, os peptídeos também podem transmitir os sinais bioquímicos do organismo biológico para a unidade eletrônica.

Essa pesquisa abre novos caminhos para o implante de dispositivos eletrônicos no corpo humano, permitindo um grande avanço na reabilitação de pacientes.

 

Para mais informações, acesse: Inovação tecnológica

Proteína é utilizada para estabelecer a comunicação entre dispositivos eletrônicos e organismos biológicos

Aluno do 4° ano de Engenharia da Computação da Universidade Positivo, estagiário no Núcleo de Computação Embarcada. Sócio fundador da empresa LEV3D.

Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *