Pesquisadores desenvolvem robô que transpira para evitar superaquecimento

Uma das formas humanas de refrescar o corpo é através do suor. Só que isso, não ocorre nos robôs e, talvez seja por isso o baixo desempenho deles.

Para resfriar um robô são utilizados dissipadores de calor, ventiladores ou radiadores, porém, todos ocupam um certo espaço e aumentam o peso, mas isto está prestes a mudar. Através de um sistema, desenvolvido por cientistas da Universidade de Tóquio, um robô conseguiu suar e realizar sua atividades por um período de tempo maior.

mjgxotg4na

O robô Kengoro possuí muitos componentes estruturais e 108 motores, o que resulta na falta de espaço para um sistema de resfriamento. No entanto, os pesquisadores conseguiram utilizar a própria estrutura para fazer o sistema. Foram feitos microcanais com impressoras 3D e inseridos no motor, desta forma, a água deionizada passa pelos motores e resfria-os por meio de evaporação.

 

Para mais informações, acesse: SPECTRUM

Pesquisadores desenvolvem robô que transpira para evitar superaquecimento

Aluno do 2º ano de Engenharia da Computação e estagiário do Núcleo de Computação Embarcada (NCE) da Universidade Positivo.

Classificado como:            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *