Tratamento cerebral com fios injetáveis será testado em humanos em breve

Á um ano, pesquisadores de Harvard anunciaram a criação de uma malha de fios, que pode ser aplicada ao cérebro por meio de uma injeção com a possibilidade de ajudar no tratamento de doenças neurológicas como o Parkinson. Com testes bem sucedidos já realizados em ratos, a próxima etapa seria testá-lo em humanos.

download-1

A pequena malha composta de ouro e polímeros pode ser inserida por uma injeção, o que não requer uma extensiva cirurgia para sua aplicação. Uma vez no cérebro a fina malha se fundiria com os neurônios, já que estes podem passar pelos espaços dos fios. Apesar de todos os avanços ainda há a necessidade de se acoplar um computador à malha, de forma a monitorar e provocar pequenas descargas elétricas, estas que evitariam à prematura morte dos neurônios, o que causa os espasmos e tremores do Parkinson.

Futuramente o computador poderá ser substituído por uma alimentação própria e micro-controladores. Os cientistas mantêm-se confiante em sua eficácia, podendo tratar até mesmo depressão e esquizofrenia, já que pode conduzir um tratamento mais direcionado à certos pontos cerebrais. Esta pode ser uma forma revolucionária de conduzir tratamentos à doenças neurológicas, não dependendo de drogas que podem causar efeitos colaterais não só à outras funções cerebrais, como em outras partes do corpo.

 

Para maiores informações acesse: Engadget

Tratamento cerebral com fios injetáveis será testado em humanos em breve

Aluno do 2º ano de Engenharia da Computação e estagiário no Núcleo de Computação Embarcada da Universidade Positivo (NCE).

Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *