Pesquisadores da Universidade de Sussex desenvolveram um display de e-ink que flutua

Desde o surgimento do HDTV, não é rara a disputa entre as fabricantes para desenvolver displays que apresentem cada vez mais pixels. aumentando cada vez mais a sua densidade. Este não é o fator interessante do display desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Sussex, que apresenta apenas 7×6 pontos, chamados de JOLED. Cada ponto é uma mini esfera colorida que é sustentada no ar por um arranjo de alto falantes ultrassom.

Este arranjo é forte o suficiente para segurar as esferas no ar, entretanto apenas isto faria com que elas rodassem de forma incontrolável. Para contornar este problema, cada ponto possui em sua composição dióxido de titânio, o mesmo tipo de material utilizado para purificar o ar na mistura do concreto. Esta composição da tinta permite que o seu controle seja dado à partir de um campo elétrico, podendo direciona-las enquanto levitam.

Apesar de diferente, o display não possui muitas aplicabilidades, sendo a maior basicamente para recreação e demonstração. Por mais que não seja algo a tornar-se popular, o display é um bom exemplo da aplicação de diversos conceitos, servindo como uma bela peça demonstrativa.

 

Para maiores informações acesse: Engadget

Pesquisadores da Universidade de Sussex desenvolveram um display de e-ink que flutua

Aluno do 2º ano de Engenharia da Computação e estagiário no Núcleo de Computação Embarcada da Universidade Positivo (NCE).

Classificado como:            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *