Mestrado em Biotecnologia Industrial

UP
  • Duração

    2 anos

  • Periodicidade

    Mensal (aulas na quinta, sexta-feira e aos sábados, em período integral)

  • Polos | Unidades

    Clique no ícone ao lado para visualizar os polos disponíveis.

    +
    <
    Paraná
    2 polos nesse Estado
    <
    Paraná / Curitiba
    2 polos nessa Cidade
    <
    Polo Ecoville
    Detalhes do Polo
    • Endereço:

      Av. Tiradentes, 1575
      Jardim Shangri-la A

      Abrir no mapa
    • CEP:

      86039-000

    • Telefone:

      (43) 3027 6361

    <
    Resultado da Busca
    0 polos encontrados
  • Investimento 2017

    Clique aqui para acessar o edital nº 364, que estabelece as mensalidades para os programas de Mestrado e Doutorado.
    Clique aqui e acesse a Portaria nº 125 de 30/01/2015, que estabelece as normas para a concessão de bolsas nos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu.

UP

Cursos Relacionados

Graduação>

O Mestrado Profissional em Biotecnologia da Universidade Positivo, estimulado pelo avanço biotecnológico do Brasil, tem como objetivo principal formar mestres em Biotecnologia e propiciar condições para que profissionais já graduados possam se atualizar científica, pedagógica e profissionalmente. Para isso, o aluno aprofunda conhecimentos por meio de disciplinas estruturantes e do desenvolvimento de um projeto inovador de dissertação, em uma das áreas de concentração: Biotecnologia Agroalimentar/Agroindustrial; Biotecnologia Ambiental; Biocombustíveis; e Biotecnologia em Saúde. Na avaliação trienal 2010-2012, realizada pela Capes, o Mestrado Profissional em Biotecnologia da Universidade Positivo recebeu nota 4, constituindo-se o único da área a ter o conceito elevado.

A Biotecnologia envolve o uso de processos celulares e biomoleculares para desenvolver tecnologias e produtos que ajudam a melhorar a qualidade de vida e a proteger o planeta. Apesar de contemplar atividades produtivas praticadas há mais de seis mil anos para o desenvolvimento de produtos alimentícios, tais como, pão e queijo, e para a conservação de produtos lácteos, ganhou notoriedade somente nas últimas décadas, sendo considerada uma das áreas do conhecimento com maior potencial de trazer benefícios significativos à humanidade neste século.
 
Na modernidade, a Biotecnologia oferece produtos e tecnologias inovadoras para a produção de alimentos, o combate a doenças, a redução da pegada ambiental e o uso de energia limpa e de processos mais eficientes, seguros e limpos que envolvem a produção industrial. Recentes avanços constatados na área têm contribuído para o enfrentamento e preparo dos desafios mais imediatos da sociedade. Veja como:

  • Indústria farmacêutica: produção de antibióticos, hormônios, vacinas, anticorpos monoclonais, kits para diagnósticos, formulação de produtos farmacêuticos etc.

  • Agricultura: produção de biofertilizantes, bioinseticidas, nematicidas, hormônios vegetais, desenvolvimento de plantas resistentes a pragas, stress hídrico, temperaturas extremas e de cereais e tubérculos ricos em proteínas e vitaminas.

  • Área ambiental: tratamento biológico de efluentes sólidos, líquidos e gasosos.

  • Indústria de bebidas: fabricação de cerveja, vinho, cachaça, uísque, vinagre etc.

  • Produção de bioenergia: obtida com base na biomassa vegetal, em especial usinas produtoras de etanol e biodiesel.

  • Indústria agroalimentar: produção de queijos, iogurtes, vinagres, fermentos; leites, alimentos e molhos fermentados; produção de corantes naturais, polissacarídeos, espessantes etc.

  • Indústria de enzimas: enzimas para os diversos fins;

  • Produção veterinária: medicamentos, vacinas, rações, bioaditivos nutricionais, promotores de crescimentos, antibióticos, antiparasitários, produção de embriões etc.

  • Área florestal: multiplicação de plantas para a produção de papel, móveis etc.

  • Indústria cosmética: produção de insumos biológicos e produtos naturais etc.

Público-alvo

Engenheiros de Bioprocessos, engenheiros bioquímicos, engenheiros biotecnológicos, engenheiros químicos, engenheiros de alimentos, engenheiros agrônomos, engenheiros ambientais, engenheiros florestais, agrônomos, biólogos, bioquímicos, farmacêuticos, químicos, médicos, médicos veterinários e profissionais que atuam em áreas afins no setor produtivo brasileiro.