Máscaras para bombeiros apresentam visão termal integrada – Engenharia da Computação

Máscaras para bombeiros apresentam visão termal integrada

A visão termal oferecia por câmeras portáteis são grandes aliadas dos bombeiros, onde com um mapeamento térmico em tempo real, pode-se deduzir as rotas mais seguras, além de facilitar a localização das vitimas.

Desenvolvida pela Scott Safety, a máscara denominada Scott Sight possui uma câmera térmica acoplada e um display com funcionamento semelhante ao Google Glass, apresentando a imagem a uma taxa de nove quadros por segundo e de forma periférica. Com uma duração de aproximadamente quatro horas , o dispositivo possui quatro interfaces diferentes, além da possibilidade de diversas configurações onde as principais são visão ambiente e alerta de temperatura máxima pré-programada.

Scott Sight, máscara com display e câmera térmica integrada
Scott Sight, máscara com display e câmera térmica integrada

A utilização desta nova interface permitirá que os oficiais fiquem com as mãos livres, permitindo uma maior mobilidade em situações de risco. Entretanto ela é pessoal, diferentemente das câmeras portáteis onde a “visão” pode ser compartilhada.

Sobre tudo o equipamento demonstra um passo inevitável a evolução dos equipamentos em geral, sendo eles de segurança ou entretenimento. Este é mais um exemplo de como a internet das coisas esta em constante evolução, tornando-se cada vez mais comum no cotidiano.

 

Para maiores informações acesse: Engadget

 

Máscaras para bombeiros apresentam visão termal integrada

Aluno do 2º ano de Engenharia da Computação e estagiário no Núcleo de Computação Embarcada da Universidade Positivo (NCE).

Classificado como:                

Uma opinião sobre “Máscaras para bombeiros apresentam visão termal integrada

  • 4 de agosto de 2016 em 20:16
    Permalink

    O caso da empresa máscaras para bombeiros é muito ilustrador das necessidades da indústria atual. Para termos ultrapassado os problemas do passado tem de se investir muito em tudo aquilo relacionado com a pesquisa e o desenvolvimento (P+D). No sector da segurança, -sector de muito investimento em tecnologia e que muda cada ano -, ficar na ponta das descobertas, aliás, das aplicações dessas descobertas, é a única garantia de sucesso. O exemplo das câmaras de termografia infravermelha e dos sistemas de câmaras de visão serve para compreender melhor essas mudanças. Obrigado.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *