Novas placas solares convertem calor em fótons – Engenharia da Computação

Novas placas solares convertem calor em fótons

A geração de energia elétrica por meio de placas solares é maravilhosa, aproveitando a grande quantidade de radiação irradiada sobre nós diariamente. Entretanto é sabido que existe um limite para a conversão destas ondas em energia, conhecido como limite de Shockley–Queisser, algo em torno de 32% de aproveitamento de todas as ondas capturadas.

O MIT conseguiu melhorar este rendimento, utilizando uma técnica de empilhamento de placas, entretanto não haviam realizado mudanças drásticas sobre as mesmas, até o momento. Utilizando cristais nano-fotônicos, a equipe de pesquisadores conseguiu converter o calor irradiado em fótons utilizáveis para a captação de mais energia. Segundo a Nature, as placas fotovoltaicas conseguiram uma maior eficiência enquanto reduziu o calor gerado em uma proporção de fator 2.

efficient-heat-solar-cell

Até o momento, o maior maior empecilho seria criar estas placas em maior escala. Entretanto a tecnologia pode revolucionar a construção de células fotovoltaicas, aumentando sua eficiência e reduzindo a área consumida pelas placas atuais.

 

Para maiores informações acesse: Interesting Engineering

Novas placas solares convertem calor em fótons

Aluno do 2º ano de Engenharia da Computação e estagiário no Núcleo de Computação Embarcada da Universidade Positivo (NCE).

Classificado como:            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *