TRABALHO EM GRUPO? E agora? “Porque é tão difícil para alguns” – Engenharia
TRABALHO EM GRUPO? E agora? “Porque é tão difícil para alguns” ?>
Estudos

TRABALHO EM GRUPO? E agora? “Porque é tão difícil para alguns”

Difícil mesmo! Lidar com diferentes opiniões, com diferentes personalidades e manter um bom relacionamento, é um grande desafio. Atualmente, um dos fatores que geram grandes conflitos é a falta de empatia (Capacidade de compreender o sentimento ou reação da outra pessoa imaginando-se nas mesmas circunstâncias)*.

Mas vamos lá! Lidar com o Outro requer muita experiência e habilidade: Isso é Maturidade!

Desde a época do colégio, algumas pessoas já preferiam fazer o trabalho individual a trabalhar com o grupo… Além disso, o relacionamento entre colegas que preferem trabalhar sozinhos e os demais costuma acontecer de forma um tanto desagradável. Ou seja, os que trabalham em grupo não entendem os motivos dos que preferem estar só. Estes, por sua vez, não expõem seus motivos, dificultando ainda mais o relacionamento.

O que é um trabalho em grupo para você?

Se a resposta for “trabalho em grupo é a melhor maneira de alguém trabalhar por você” ou “um jeito terrível de você ter de trabalhar por 10” é hora de rever o seu conceito.

TODA EQUIPE É UM GRUPO, PORÉM NEM TODO O GRUPO É UMA EQUIPE!

Grupo é um conjunto de pessoas com objetivos comuns, em geral se reúnem por afinidades. No entanto, esse grupo não é uma equipe. Pois, equipe é um conjunto de pessoas com objetivos comuns atuando no cumprimento de metas específicas..

O trabalho em grupo é uma oportunidade de construir coletivamente o conhecimento. “Por meio dessa prática, o aluno se relaciona de modo diferente com o saber.
Trabalhando em equipe, o estudante exercita uma série de habilidades. Ao mesmo tempo em que estuda o conteúdo das disciplinas, ele aprende a escolher, a avaliar e a decidir. “Nesse tipo de tarefa, treina-se a capacidade de ouvir e respeitar opiniões diferentes”, A lista ainda inclui saber argumentar e dividir tarefas – competências essenciais para a vida e futuramente Poder de decisão nas relações do Trabalho “O preparo para vida depende de saber se comunicar, ouvir, respeitar interlocutores e isso só se aprende fazendo”

 Vamos Organizar uma EQUIPE. Aí vão algumas dicas:

 A escolha dos colegas

A primeira condição para ter sucesso no trabalho em grupo é a escolha adequada dos colegas que vão integrar a equipe.Há ocasiões, em que é o professor que agrupa os estudantes e dá todas as indicações sobre os objetivos e a metodologia do trabalho.Outras vezes, a seleção depende do próprio estudante e a tendência natural é deixar-se atrair pelos amigos. Uma pessoa sente-se melhor e colabora mais espontaneamente na companhia daqueles de quem gosta.

Mas será os amigos a melhor escolha? Os bons amigos da brincadeira, do convívio farão mais e melhor trabalho? Nem sempre isso acontece.  Deste modo, escolher colegas de grupo, com base apenas no critério de amizade, pode ser prejudicial.

Antes de selecionar um amigo, impõe-se a resposta honesta as perguntas como estas:

Será que ele é um apoio ou um empecilho?

O seu objetivo será ter um grupo para trabalhar ou para conviver?

Ele quer trabalhar comigo ou quer que eu faça o trabalho dele?

As respostas a estas perguntas não implicam deixar de lado os amigos, sobretudo se eles precisam de ajuda. É uma virtude ser generoso e estar disponível para ajudar os outros. Porém, é necessário ponderar as opções, para que não haja surpresas desagradáveis.

Assim, quanto melhor for o grupo, mais benéfica será a sua influência sobre o comportamento individual.Na realização de um trabalho sério, os melhores aliados são os colegas motivados e responsáveis.

 Responsáveis

Deve ser evitada a companhia dos colegas individualistas e irresponsáveis que descansam no esforço alheio. Uns são simples tagarelas que apenas «mandam palpites» superficiais, incapazes de colaborar seriamente no trabalho coletivo, outros têm mesmo a deslealdade de assinar aquilo que foi feito pelos colegas. Afinal, agem como «parasitas», querendo partilhar os benefícios do grupo, mas não se mostrando disponíveis para cooperar. Empobrecem o grupo. Não merecem confiança.

Os participantes responsáveis respeitam compromissos assumidos e procuram cumprir as tarefas que lhes são confiadas. Enriquecem o grupo. Merecem confiança.

Definir objetivos

Definir os objetivos do trabalho é condição para o êxito.

Um grupo de êxito tem objetivos claros, compreendidos e aceitos por todos os seus elementos.

Distribuir tarefas

Definidos os objetivos, chega o momento da distribuição de tarefa e responsabilidades entre os vários participantes.

Estabelecer regras

E o que aconteceria num grupo se cada pessoa procedesse ao sabor dos seus impulsos momentâneos, sem qualquer preocupação com os interesses alheios?

O equilíbrio de um grupo exige regras.

Sem elas fica comprometida a realização de um trabalho coletivo e podem complicar as relações humanas.

Quando não existem regras «ditadas» pelo professor ou pelo líder do grupo, os participantes devem estabelecer, entre si, um acordo mínimo sobre o modo de funcionar e os prazos a cumprir. A existência de regras claras e aceitas por todos ao contrário do que algumas pessoas julgam, só vem facilitar a coesão do grupo, o trabalho e as relações humanas.

Havendo regras, todos sabem a disciplina a que têm de obedecer podem prever o resultado das suas atitudes.

Ao líder cabe, muitas vezes, a tarefa de fazer respeitar as normas.

A liderança

Quase todos os grupos organizados têm um líder formal ou informal.

Quanto maior for o grupo, maior será a necessidade de um líder.

Nos pequenos grupos, a liderança, em geral, a cargo da pessoa que espontaneamente exerce sobre os outros uma forte  influência.

A liderança é uma função de responsabilidade que não pode ser confiada a qualquer pessoa que goste ou se ache com jeito para chefiar.

Ser tolerante

A tolerância é a capacidade de compreender e perdoar as limitações alheias, o que implica não ser mais exigente com os outros do que consigo mesmo.

Uma pessoa tolerante sabe que «errar é humano» e, por isso, não censura nem ridiculariza os outros. Dá sempre uma segunda oportunidade.

 Corrigir sem ofender

Corrigir sem ofender significa usar tato e delicadeza, quando temos de manifestar a alguém as nossas discordâncias.

Nada justifica que se agrida ou humilhe outra pessoa, só porque não concorda com as suas ideias. As ideias podem ser discutidas, mas as pessoas, mesmo as menos simpáticas, merecem ser respeitadas.

A formação da personalidade

  • A cooperação em grupo não favorece apenas o rendimento intelectual. Favorece também a formação da personalidade. Segundo Piaget, «a personalidade é produto da cooperação».
  • Em grupo, nós aprendemos uns com os outros.
  • Aprendemos a conhecer melhor nossa personalidade.
  • Enriquecemos nosso modo de ser, pensar e agir.
  • Exercitamos a responsabilidade.
  • Tornamos menos dogmáticos, mais abertos, capazes de fazer e aceitar críticas com humildade.
  • Desenvolvemos o espírito criativo e democrático.

 

 

2 thoughts on “TRABALHO EM GRUPO? E agora? “Porque é tão difícil para alguns”

    1. Patrícia
      Que bom que esse texto lhe ajudou, espero que tenha sucesso nas avaliações. Divulgue para os seus colegas.
      Boa sorte.
      Marlon Brunetta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *