Determinação é a palavra-chave para o chef de cozinha

Foi o que afirmou Beto Madalosso em aula especial na UP

 “Abrir restaurantes demanda dedicação e tempo. Acostume-se a não ter mais fins de semana”. Essa foi uma das primeiras frases de Beto Madalosso em sua palestra para os estudantes de Gastronomia da Pós-Graduação da Universidade Positivo.

Beto Madalosso é filho de Carlos Alberto Madalosso, o qual, junto com seus dois irmãos, é dono do maior restaurante do Brasil – o Madalosso –, especializado em comida italiana, com o total de 4.645 lugares e área de 7.671 metros quadrados.

Beto Madalosso nasceu em contato com o mundo dos restaurantes, e há cinco anos abriu dois estabelecimentos especializados em comidas contemporâneas. Durante a palestra, contou sua experiência para os alunos dos cursos de Chef de Cuisine Nacional e Internacional e Chef Pâtissier & Boulanger.

Os dois restaurantes, em Curitiba, com mesmo nome, Forneria Copacabana, possuem um conceito diferenciado e já caíram no gosto dos curitibanos. Os dois possuem cardápios bem brasileiros, com toques que o próprio Beto experimentou ao longo de sua vida no Brasil e em suas experiências estrangeiras.

Além de hoje ser um administrador de sucesso, Beto é chef de cozinha e afirmou que “só sabe cozinhar quem sabe comer”. Enfatizou que é preciso desenvolver o paladar para ser um bom chefe de cozinha, incentivando que isso seja feito desde o nascimento da pessoa. “Temos toda a oportunidade para experimentar gostos e comidas diferentes. É imprescindível que os profissionais façam esses testes”, afirmou.

Ele analisou o cenário gastronômico atual e comentou o papel da mídia na abordagem da gastronomia atualmente. “Existe uma glamorização do trabalho do chef, o que não é verdade. Ninguém vira chef de um dia para o outro. A profissão exige muito trabalho e conhecimento, mas acho bastante interessante que a área seja mais explorada: a teoria é tão importante quanto a prática nesse trabalho. O que importa é ser persistente”, explicou.

Beto MadalossoO coordenador de Gastronomia, Ailton Almeida, e Beto Madalosso.

 


10 comentários sobre “Determinação é a palavra-chave para o chef de cozinha

  1. Guilherme Alves disse:

    Exemplo de profissional! Uma lenda viva da boa gastronomia paranaense! Inspiração para muitos jovens que descobrem logo cedo o amor pela gastronomia! A UP está de parabéns pela qualidade no ensino e pela estrutura que proporciona aos alunos! Espetacular! Sucesso!!!!

  2. Maria Aparecida Mendonça disse:

    Adorei a matéria… sou aluna da pós-gastronomia funcional e funcionaria da UP no restaurante dos funcionários , gostaria de participar das palestras referente a gastronomia,palestras como essas que nos trás conhecimento sobre todos os aspectos da gastronomia, que realmente e a minha profissão e paixão….

  3. weslei disse:

    chefe de cozinha é uma profissão e tanto nos dias atuais de hoje. podendo render uma boa grana e eu sei disso. a matéria é bem clara quando diz que ninguem vira chefe de um dia para o outro, e olhando o site http://cartagospel.com/ em umas de suas seções tem dicas valiosa lá também.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *