Mindfulness no ambiente de trabalho

O exercício promete reduzir o estresse e aumentar a capacidade de concentração

O mindfulness é uma ferramenta que auxilia na redução do estresse, ansiedade e até depressão, além de proporcionar mais concentração, foco, criatividade, capacidade de tomada de decisão, comunicação e liderança. Sua prática tem como objetivo proporcionar um estado de atenção plena ao indivíduo.

O mindfulness não é meditação, mas usa algumas de suas técnicas e está cada vez mais comum no mundo corporativo. Empresas como Google, Heinz, P&G, Philips, Intel, Target e General Mills, entre outras, estão usando as técnicas com seus colaboradores e já comprovaram resultados.

O 107º contratado do Google em 2000, Chade-Meng Tan, é um dos incentivadores da técnica, e relata em seu livro “Busque Dentro de Você” (Search Inside Yourself) como a prática potencializou a capacidade criativa dos colaboradores da empresa. Com técnicas simples de respiração e concentração, o autor também cativou celebridades como Barack Obama, Al Gore, Dalai Lama, Muhammad Ali, Jimmy Carter e Gwyneth Paltrow.

O uso no trabalho

O mindfulness é uma abordagem que incentiva a integração entre corpo e mente, com o objetivo de cessar as tomadas de decisões por impulso, o que faz com que as deliberações sejam mais racionais e assertivas. O exercício estimula o pensamento presente, ignorando passado e futuro, e incentiva a atenção a pensamentos, sentimentos e sensações, o que prioriza a compreensão das ações.

Para colaboradores, a atenção plena é uma habilidade útil, já que, em meios a inúmeros e-mails, telefonemas, reuniões e apresentações, o nível de estresse tende a crescer, e com isso o foco pode se perder facilmente. Tendo o ajuste desse foco nas tarefas diárias, a tendência é que elas sejam melhor executadas.

Benefícios

”O mindfulness é um termo guarda-chuva, pois contempla diversas técnicas que fazem com que a pessoa mude a consciência de vida e, por consequência, suas atitudes, sempre buscando qualidade de vida. Por conta disso, é natural que o praticante tenha mais produtividade em sua vida profissional”, explica o psicólogo e instrutor de mindfulness, Volnei Pinheiro Junior.

Um dos mantras é “em muitas situações, o bem-estar é bom para os negócios”. Com a mente relaxada, os pensamentos fluem melhor e conscientização da real importância das situações é identificada mais facilmente. Com isso, a produtividade tende a aumentar.

Além disso, quando existe concentração, a memória também é beneficiada. Quando se faz muitas tarefas ao mesmo tempo, o cérebro muda repetidamente o foco de atenção e muitas informações podem ser perdidas no processo. Por isso, o mindfulness tende a excluir o “piloto automático” e busca compreender todos os detalhes das atividades, fazendo assim com que mais lembranças sejam armazenadas.

Treinamento

Para praticar, é importante fazer um treinamento guiado por um instrutor. “Acredito que, após dois meses de treinamento, a pessoa consiga praticar efetivamente as técnicas. Porém, existem pesquisas que comprovam que em apenas duas semanas de prática é possível ver os resultados positivos”, afirma Junior.

Bárbara Campelli fez o treinamento durante dois meses e meio e observou diferenças em seu dia a dia. “A prática do mindfulness é constante. Para mim, o que mais impactou é que hoje consigo prestar atenção no momento presente, entender a situação como ela é e aceitá-la sem julgamentos. Percebo-me menos estressada e com a ansiedade mais controlada. Os benefícios são notados no cotidiano como um todo, mas há melhora no trabalho, pois, com o estresse melhor administrado, é possível ter mais controle sobre si mesmo em todas as situações”, elucida a praticante.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *